Cartagena – Colômbia: La Cocina de Pepina

1. Em qual hotel se hospedou?

Dom Pedro de Heredia – localização excelente, perto da torre do relógio, dentro da cidade murada (área mais turística e segura), preço mais alto R$300 o casal, o quarto era muito bom, chuveiro, ar, frigobar  etc. O café da manhã era mais ou menos. Atendimento bom também, bem atenciosos. Tinha um porém que a porta do hotel ficava fechada a partir das 22h e às vezes tínhamos que esperar um pouco até alguém vir abrir.

2. Que restaurantes/lugares para comer recomenda?

Em Cartagena  a maioria dos restaurantes é voltado para turistas europeus e americanos então se vê muita pizza e massa. Procuramos os restaurantes mais típicos de comida cartagenera.

Na primeira noite fomos ao Candé. Recém aberto, tem uma pegada mais “arrumadinha” de pratos locais. O ambiente é muito agradável mas o preço meio puxado para os padrões colombianos, mas nada comparado a São Paulo, dá pra jantar a R$150 o casal.

O melhor achado da viagem, foi recomendação do chef Dagoberto do Suri – La cocina de Pepina. Pepina é socióloga e estuda a cozinha colombiana. Ele abriu um pequeno restaurante no bairro Getsemani, fica um pouco afastado do burburinho, perto do centro de convenções, mas dá pra ir a pé da torre do relógio. A cozinha é bem típica e tem aquele gostinho de caseira. Quem comanda a casa é o sobrinho dela que é super atencioso e fala inglês, recebendo muito bem os gringos. Gostamos tanto que fomos lá 3 vezes e provamos o cardápio todo. O cardápio aliás, vai mudando. Recomendo qualquer prato do cardápio. O preço é bom os pratos vão de R$15 (entradas) a R$40. Nós comíamos muito e gastávamos uns R$120 (casal)

3. Quais os pontos altos?

Vale se hospedar na cidade murada e passear por lá. É muito lindo com casas coloniais preservadas, diversos museus.
Para aproveitar o verdadeiro mar do Caribe, contrate um dos tours pelas ilhas como Isla Pirata. Nós contratamos do Hotel Pedro Majagua. A R$100 por pessoa uma lancha te leva a uma ilha onde está o Hotel. Leva uma hora mais ou menos. Neste valor está incluso o almoço. As bebidas são bem cobradas (R$7 o refrigerante, R$12 cerveja long neck). Você pode passar o dia na ilha com cadeiras, banheiros e toalhas a disposição. Fuja do mico do passeio ao aquário, vai tomar boa parte do seu tempo na ilha e não vale. Fique na ilha e relaxe admirando El mar de 7 colores!
Vale também conhecer La Popa (um convento no ponto mais alto de cartagena) e El Castillo San Felipe que era o principal forte da cidade. Vale ir com guia para saber mais pois ambos são importantes na história de Cartagena.

4. Quais os micos?

Apesar de estar no mar do Caribe as praias da costa de Cartagena não são bonitas, mas melhorzinhas ficam para o lado residencial da cidade, mas não são atraentes. Para aproveitar o verdadeiro mar do Caribe só contratando tours.
Não fique no hotel Caribe, disseram ser muito decadente.
Não vá ao mercado central, fomos orientados por mais de um colombiano por ser um pouco perigoso para os turistas, trata-se de um comercio local.

Esse post faz parte de uma viagem gastro-cafeeira feita pela Ana Kanamura e pelo Evandro Aguiar por algumas cidades da Colômbia

As infos sobre cada cidade estão em posts separados:

Clique aqui para ir para Pereira – pequena cidade na área cafeeira

Clique aqui para ir para Cartagena – cidade histórica na costa

Clique aqui para ir para Bogotá – capital da Colômbia

ou aqui para o post geral da viagem

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s