Viagem para Salvador e Morro de São Paulo – como chegar em Morro

Proposta da viagem: casamento de uma amiga em Salvador no dia 28/04 – Sábado.

Como de praxe, estou de folga desde quinta-feira. Comprei passagem numa promoção da Gol paguei R$330,00 ida e volta.

Para variar, não tinha me programado nada. Ano passado tinha passado um final de semana em Salvador. Conheci os pontos turísticos tipo Mercado modelo, pelorinho e igreja do bomfim. Fui também para praia do forte, então me restou conhecer Morro de São Paulo dessa vez.

Dei uma pesquisada sobre como chegar em Morro. Existem 3 maneiras de chegar em Morro. Uma de avião teco-teco mas desisti assim que vi que o avião era monomotor. A outra forma de chegar em Morro é por terra e depois lancha que dura 4 horas e ou de catamarã que durava duas horas e foi essa a escolhida.

Cheguei em Salvador 10h e peguei um ônibus pq não queria pagar o assalto de taxi, cheguei no terminal maritimo 11:30 e o catamarã saiu 12:30 e chegou 3h em Morro.

Cheguei em Morro sem fazer reserva, sem saber para onde ir. Fui recebida com muito assedio pelos guias turisticos. Muito assedio mesmo! Eles vem com carrinhos de construção querendo carregar suas malas. Na verdade é um saco. Eles se aproximam com um método que fico até com birra.

Fui almoçar num restaurante que chama Bianco e Nero. Pedi um peixe com alcaparras. Muito saborosa a comida.

Depois fui procurar um lugar para ficar. Tinha feito uma pesquisa sobre os albergues de Morro. São poucos sendo um do hosteling international e resolvi ficar nele. No site as fotos eram maravilhosas com vista para o mar. Esse hostel fica no fim de uma ladeira gigantesca e super íngreme. Lembrando que eu estava  carregando minha mala sozinha já que tinha dispensado os carregadores.

Cheguei no hostel e não me simpatizei nem um pouco. Achei tudo meio sujo, sem estrutura, desaconchegante.

Dei a meia volta e fui embora.

Desci o ladeirão e estava quase derretendo e entrei na primeira pousada e fiz o check in. A pousada chama Safira do morro. Uma graça. R$ 125,00 a diária.

Como eu fui totalmente fora de temporada eu chego a conclusão que não compensa ficar em albergue. Tem muitas pousadinhas econômicas e bem localizadas. Todos os albergues são mal localizados na parte ruim da ilha. Eu adorei onde eu fiquei, bem na vila mas longe do agito. Mas aconselharia ficar ou nessa rua que se chama Caminho da Biquinha ou na de frente para o mar na primeira praia ou na segunda praia ou no máximo na terceira praia.

Fiz o check in descansei um pouco e sai para dar uma volta na cidade. Morro é exatamente o tipo de lugar em que eu gosto de viajar. Cidade de praia, rústica, segura, com bons restaurantes, lojinhas com souvenirs e arte local. Os locais muito educados e muitos gringos que se naturalizaram. Lembra búzios, ilha bela, mas mais limpa.

Voltei para a pousada e capotei.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s