Festa da lua cheia na Tailândia (Full Moon Party)

festa da lua cheia photoshópica

Reza a lenda backpacker que algum tempo atrás, um grupo de turistas que estava no albergue Paradise Bungalows, na ilha de Koh Phangan na Tailândia, descobriu que a lua mais bonita era a de lá. Eles então tiveram a brilhante idéia de fazer uma festa ao longo da praia com formato de meia-lua de Haad Rin para celebrar a noite da lua cheia e o resto é história.

letreiro luminoso para achar o ponto original da Full Moon Party

Desde então, pessoas de todo o mundo se juntam a celebração, considerada por muitos a melhor festa do mundo e reconhecidamente a maior festa na praia do mundo (a festa mobiliza tanto a ilha e tanta gente que deu origem a outras festas em Koh Phangan, a Half Moon Party, a Black Moon Party, a Shiva Moon Party, etc).

A primeira festa aconteceu em 1989 para 20 ou 30 pessoas e atualmente, cerca de 10.000 pessoas (mais de 30.000 nas festas de natal e reveillon) se reúnem mensalmente no primeiro dia da lua cheia para dançar alucinadamente e fazer amigos tomando baldes de whisky tailandês com redbull nos milhares de kioskes na beira da praia e/ou shakes de cogumelo na montanha encantada, se pintar com tinta que brilha na luz negra, pirar nos malabaristas e comedores de fogo, brincar como uma criança em escorregadores gigantes, pulando a corda pegando fogo ou na festa da espuma e no dia seguinte tentar lembrar alguma coisa da descontrolada noite.

vista geral da full moon party (ver imagem na fonte)

preto-no-branco, a festa consiste em circular por esses bares e suas atrações e pelas barraquinhas espalhadas pela praia

barraquinhas de baldes com slogans persuasivos como: "same same but better", "free sex", "drink it, lick it, suck it, fuck it, have my fucking bucket" (esse ultimo da barraca dos nossos amigos Leo e Rambo) ver imagem na fonte

full moon party - escorregador (ouvi dizer q vicia, tem uma amiga minha q foi 3 vezes e brincou de fazer boliche humano com os foliões até)

baby rasta, minnie mouse e rei da tailândia compartilhando um bucket

como chama isso? tem q abaixar pra passar embaixo

malabares com fogo, extremamente hipnotico

pulando corda

A festa é realmente muito legal, a praia é linda, tem muita gente bonita e é um clima bem amigável e descontraído, a música é boa e os buckets fazem ficar muito barata (obviamente não lembro detalhes, mas acho q a gente gastou uns 20 reais por noite em bebida, sem fazer economia)

no bucket vai uma bebida alcoolica de sua preferencia - acho q é de meio litro a garrafinha, um refri de sua preferencia e red bull tailandes (q dizem ter anfetamina), mais o balde e o gelo a partir de 150baht (uns 5 dolares)

dá pra comprar chapéus que brilham na luz negra personalizados, nossa querida amiga Deena fez um do Canadá (por 150baht - 5 dolares)

Pré-festa

Nas nossas pesquisas entre amigos que já tinham ido na festa, foi meio consenso que o melhor é chegar na ilha entre 4 e 5 dias antes da festa pra conseguir uma boa acomodação por um preço justo e para aproveitar as festas pré-full moon – alguns chamam de Full Moon Week. (concordo plenamente, mas a gente se apaixonou por Koh Tao e conseguiu chegar lá um dia antes da festa só)

máquina de espuma na pré-festa ver imagem na fonte

no money no honey no bucket no boom bomm

Fomos para a Pool Party da Coral Bungalows lá pelas 10 da noite, mas tava beem vazio. O albergue é bem legal no entanto, o restaurante tem um cardápio bem variado e barato (tanto a comida quanto a bebida) e rola uma interação grande entre quem se hospeda lá.

Tomamos um café lá e fomos encontrar alguns amigos em Haad Rin, na praia onde tem a festa principal, ponto de encontro no Mama´s Schnitzel (acabou sendo uma mini Full Moon Party – nos divertimos pra caramba, a praia não estava tão cheia, só não rolava tanta gente se pintando e tantas atividades lúdico-festivas, coisas pegando fogo, etc, mas teve até festa da espuma nesse dia)

Hospedagem

Lemos em alguns blogs que não é recomendável ficar na praia da festa (Haad Rin) porque, além do barulho, tem muitos assaltos aos bungalows. Como chegamos bem em cima da festa, não tivemos muita escolha e acabamos ficando no “bairro” perto do pier (Thong Sala) em um resort que saiu 90 reais por noite (dividimos o quarto em 3). Rola um terror de não tem hospedagem em nenhum lugar no dia da festa, mas tem muuuitas guest houses, batendo perna dava pra achar alguma coisa mais perto e mais barata do que a gente pagou, mas com certeza ia ser um esquema “pagar mais do que vale o quarto”.

site do Baan Busaba http://www.baanbusabaphangan.com/

Baan Busaba Resort

Prós de ficar longe de Haad Rin:

– quarto super bom e nossos pertences estavam em segurança (pagamos caro pros padrões backpacker, mas era um preço justo pelo tipo de hospedagem)

– fomos do barco pro hotel andando, porque o porto onde chega a barca fica em Thong Sala

Contras de ficar longe de Haad Rin:

– meia hora pra chegar na praia da festa – passa uma lotação que parece aqueles trenzinhos de turismo em todos os lugares com muita frequência e custa 100 bahts (1 dolar aprox. 30baht) pra ir pra Haad Rin saindo de qquer lugar da ilha (é fácil de chegar, mas o caminho tem um milhão de curvas) 

thong sala- haad rin= 40 min, mas tinha gente mais no osso q tava hospedado na parte norte da ilha, coitados

– no dia da festa tem que pagar 150 baht pela pulseirinha pra entrar na festa (quem está hospedado em Haad Rin não paga)

– ficamos isoladas do burburinho, em Haad Rin tem varias lojas e barzinhos e em Thong Sala nem lugar pra almoçar legal a gente conseguiu

Pra terminar um video que a gente assistiu quando estava decidindo onde ficar hospedadas e que mostra as curvas do caminho de Ban Tai até Haad Rin

Outros relatos legais da Full Moon Party:
Mochilando pelo mundo
Relicário
Eu fui eu vou
Esqueci meu endereço
Travel Blog – ScottD
Magnus Danielson on a discovery of the world
Go Backpacking

Anúncios

5 thoughts on “Festa da lua cheia na Tailândia (Full Moon Party)

  1. Ainda me lembro quando andava sozinha pela praia, procurando Deena (nossa amiga do chapeu), e de repente vejo pessoas penduradas subindo uma escada de corda e depois descendo a escorregadeira ou escorregador, como se diz fora da BA. Naquele momento perdi o foco, e corri em direção a escada…DEMAIS!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s